Resenha: Febre Negra - Karen Marie Moning

Título original: Darkfever
Livro no Skoob ||Classificação: 4
Editora: Novo Século || Nº de Páginas: 280 || Fever # 01
Sinopse:"Um bom dia é aquele em que não há ninguém tentando te matar. Ultimamente não vem sendo fácil ter um bom dia." MacKayla Lane pode dizer que tem uma vida muito boa. Ela tem amigos maravilhosos, um trabalho honesto e um carro que só de vez em quando dá algum problema. Em resumo, ela é uma garota como qualquer outra da sua idade. Ao menos é o que ela pensa, até acontecer algo extraordinário: antes de ser morta na Irlanda, sua irmã deixa uma única pista do que pode ter acontecido – uma mensagem cifrada na caixa postal do celular de Mac. A jornada em busca do assassino leva MacKayla a um território jamais imaginado; um mundo de sombras onde nada é o que parece, pois tanto o bem quanto o mal usam a mesma bela e traiçoeira máscara. Em meio a descobertas, Mac se depara com um desafio pessoal: preservar a própria vida enquanto lida com poderes que jamais imaginou ter. Dotada de faculdades especiais, ela pode ver além do que meros humanos veem. MacKayla pode enxergar o ameaçador domínio dos Fae...


Sobre o livro: Mackayla Lane, ou simplesmente Mac é uma jovem normal de vinte dois anos que mora com os pais e trabalha como garçonete, porém quando recebe a notícia da morte de sua irmã Alina, que estava estudando em Dublin, a vida dela muda complemente. Mesmo contra a vontade dos pais , Mac viaja para Dublin, para acompanhar de perto a investigação sobre a morte da irmã o único problema e que por falta de evidencias a polícia optou por encerrar as investigações. Decidida  a encontrar o assassino de sua irmã Mac, passa pesquisar o significado de Sinsar Dubh, uma palavra que Alina, mencionou em uma mensagem antes de morrer. E por meio dessa palavra que ela entra no mundo dos Fae e acaba conhecendo o misterioso Jericho Barrons e o perigoso V’Lane

Penetrei um passo e me detive, piscando atônita. Pelo exterior tinha esperado uma pequena e encantadora livraria e a curiosa loja com as dimensões interiores do Starbucks de uma universidade. O que obtive foi um interior cavernoso que albergava um desdobramento de livros que fazia que a biblioteca que a Fera da Disney dava a Bela o dia de seu casamento parecesse uma dispensa.

Barrons revela a Mac, que Sinsar Dubh é um valioso livro, uma das quatro relíquias da Corte escura (Unseelie) e que muitas pessoas, inclusive ele tem interesse de encontrá-lo. Num primeiro momento Mac não acredita, porém após alguns encontros com os invisíveis, Fae grotescos, que pertencem a Corte Escura, ela recapitula e volta procurar Barrons, que lhe explica, que ela é uma Shide-seer, ou seja, Mac é imune aos Fae, sendo assim ela enxerga o verdadeiro eu deles, em vez da forma humana. Para que vocês entendam os Fae, são divididos em duas cortes, a Corte da Luz (Seelie) e a Corte Escura (Unseelie), porém ambas as cortes são inimigas dos humanos, a única diferença e que os Fae da Corte da Luz, desejam os humanos para o sexo, enquanto a Corte Escura deseja a energia vital deles.  Por ser uma Shide-seer, Mac pode sentir a presença de um Fae, ou simplesmente suas relíquias, que são oito, quatro da Corte da Luz e quatro da Corte Escura, sendo assim ela termina se aliado a Barrons, para encontrar Sinsar Dubh, pois só assim, ela encontrará quem matou sua irmã. O problema e que nessa jornada ela termina conhecendo figuras bem estranhas e perigosas e uma delas e o perigoso e sedutor príncipe V’Lane da Corte da Luz, que também deseja o Sinsar Dubh para sua corte. Entre perigos, segredos e mistérios, Mac terá que aprender a confiar em si mesma e em Barrons, para se manter viva nessa guerra, que estar apenas no inicio.

—Não acredito que o entenda, senhorita Lane. Não vou deixar que a matem. Custe o que custar.

Como eu li á muito tempo uma única resenha sobre esse livro, eu não me lembrava, do que se tratava o seu enredo, mas posso dizer que depois que li, que ele é bem diferente do que eu conhecia sobre os Fae, já que a autora usa uma pegada mais adulta. Demorei em me envolver com a trama já que achei o inicio bem chato, mas depois que o personagem Barrons, entra em cena a trama ganha ritmo e fica muito mais interessante.  Confesso que achei o Barrons algumas vezes bem irritante, mas ele compensa sendo atraente, já Mac é uma protagonista engraçada e totalmente barbie que cresce no decorrer da trama. E bem interessante acompanhar a relação entre Mac e Barrons e suas costumeiras discussões, já que a tensão sexual estar sempre presente, apesar de não acontecer nada entre eles, pelo menos nesse primeiro volume. Claro que senti falta de um pouco de romance, mas também gostei da autora ter investido em nos apresentar os personagens, a história e seus mistérios. Enfim gostei do livro e recomendo!!

13 comentários :

  1. Eu vi bem poucas resenhas deste livro, a sua é uma das únicas, a capa merecia ter sido melhor trabalhada na minha opinião, achei ela fraquinha....Acho que nunca li nada sobre faes.

    Beijo, Van- Blog do Balaio
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Marla!
    Que resenha maravilhosa *-* Muitos personagens, acho que ficaria um pouco perdida na leitura do livro, mas parece ser muito bom :)
    Infelizmente, não acho que me agradaria tanto quanto agradou a você, exatamente pela falta de romance. Sou louca por romances.
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Marla! Eu só achei um livro até hoje sobre Faes e não sabia sobre este aqui, eu já tinha visto por aí, mas nunca parei para saber sobre a trama. parece bom, mesmo com o começo lento. Gostaria de conferir a história.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Oi Marla!

    nunca tinha visto uma resenha sobre esse livro, não o conhecia. Mas não acho que o livro faça o meu estilo. Acho que eu não ia ter paciência com esse início chato que vc mencionou =(

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  5. Guria amo esse gênero com uma pagada mais adulta como vc disse!
    Amei sua resenha! Vc escreve muito bem!
    s2
    PS: Resenha quentinha de Insurgente - Divergente - Livro 2 - Veronica Roth
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2013/12/resenhainsurgente-divergente-livro-2.html
    Passa lá e comento que RETRIBUO a visita!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro, mas tô passando longe da palavra comprar. rsrsrs

    Beijos, Thaysa Rocha.
    www.livrosqueinspiram.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Também acho estranho quando alguns livros não tem muito romance
    Mas talvez o foco não é esse

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Marla!
    Eu li esse livro mas não consegui gostar dele :(

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  9. Eu também não me lembro de ter visto outra resenha desse livro a não ser essa. Tenho vontade de lê-lo pela capa e o titulo, mesmo não sendo um livro tão bom, quando estiver de promoção eu vou comprá-lo e dar uma chance.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  10. Oii!!
    Ainda não conhecia o livro, tem livros que são assim mesmo, começam chatos, mas depois nos prendem!
    Beijos

    Elidiane
    Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  11. oie Marla
    tenho trauma desse livro rs
    comprei sem saber do que se tratava, li alguns quotes e odiei. Daí consegui trocar no skoob rs
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, eu não conhecia o livro, mas pareceu ser interessante. Pelos outros comentários acho que este livro é daqueles que alguns amam e outros odeiam. Acho que vou dar uma chance.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Acho que foi a primeira resenha que li sobre esse livro, me interessei :)
    Bjs
    Blog:http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/
    Livro:http://www.editoranovaspaginas.com.br/e-books/feitico/
    Site:http://lizajoneslivros.wix.com/lizajones

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)