Resenha: O Pessegueiro - Sarah Addison Allen

Título Original: The Peach Keeper
Livro no Skoob • 256 páginas
Classificação: 4 Editora: Planeta
Sinopse: Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época área de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola – a elegante Paxton Osgood – da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa ser deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis. Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.


A Trama se passa em Walls of Water, Carolina do Norte e acompanha as vidas de Willa Jackson e Paxton Osgood. Willa pertence a uma antiga família, que no passado era uma das mais ilustres da cidade, porém acabaram falindo, quando sua Companhia Madeireira precisou ser fechada, com isso eles perderam tudo inclusive a belíssima mansão conhecida como Blue Ridge Madam. Willa sempre teve fascinação pela Madam, que foi construída pelo seu tataravô em 1800, mas ela jamais colocou os pés nela, já que existiam boatos que ela era assombrada. Já Paxton pertence á família Osgood atual proprietária da Madam, que estar sendo restaurada para virar uma hospedaria. Willa e Paxton parecem ter apenas a Madam como ligação, já que a primeira era dona de uma loja de artigos esportivos enquanto a segunda realizava eventos beneficentes, mas e ai que vocês se enganam, já que os Jackson e os Osgood possuem uma antiga história, pois suas matriarcas Georgie (avó de Willa) e Agatha (avó de Paxton) são amigas desde a infância e juntas haviam fundado o Clube Social Feminino. Com a aproximação do septuagésimo quinto aniversário do clube, Paxton que é a atual presidente, decide convidar Willa para homenagear suas avós, as únicas sobreviventes originais do clube, só que Willa não tem interesse de participar da festa, até que um esqueleto e encontrado enterrado em Madam. Sem saída, as duas acabam unindo forças para desvendar um segredo guardado a setenta e cinco anos.

— Foi a amizade que deu início ao clube e, se algum dia quiser vê-lo como era, você precisa entender o que significa ser uma amiga. Eu sei que você sempre me olhou e pensou: Eu não quero ser como ela. Bem, aqui está sua chance. As pessoas sempre dizem que a vida é curta demais para arrependimentos. Mas a verdade é que ela é comprida demais.

Desde que li A Garota que Perseguiu a Lua resenha aqui, que eu me encantei com a escrita da autora, não só por ela construir uma trama com segredos e mistérios, mas também por ela sempre nos envolver com o toque sobrenatural  capaz de deixar qualquer leitor instigado. A curiosidade de ler outros livros da autora era grande, então não hesitei, quando tive O Pessegueiro em mãos e no final  posso dizer que leitura valeu a pena. Acompanhamos a trama pelas visões intercaladas de Willa e Paxton. Willa sempre foi corajosa e adorava pregar peças nos outros na adolescência, mas por acreditar ter decepcionado o pai com seu jeito de ser, decidiu se reinventar e esquecer seus anos de rebeldia. Já Paxton sempre foi um modelo de perfeição, por ter medo de decepcionar os outros. De certa maneira tanto Willa, quanto Paxton se anularam para tentar fazer os outros felizes, mas com a aproximação do aniversario do clube e a descoberta do esqueleto, serve como impulso para que elas saiam em busca de suas felicidades. Gostei da forma como a autora foi desenvolvendo a relação entre as duas já que a cumplicidade vai surgindo de forma natural. O romance fica por conta dos casais formados por Willa e Colin Osgood , Paxton e Sebastian Rogers.  Paxton e Sebastian são amigos, só que ela é apaixonada por ele, mas teme dar um passo errado e acabar estragando tudo .  Já Colin que é gêmeo de Paxton e sempre teve uma queda por Willa, se mostra determinado a conquistá-la apesar das objeções dela. O mistério que envolve Tucker Devlin e como um quebra cabeça, que você vai montado no decorrer da trama, porém apesar de no final ter gostado do livro eu sinceramente esperava um mistério mais surpreendente. Enfim espero ter consigo passar o que eu achei de O Pessegueiro e finalizo recomendado que vocês leiam.

 — A felicidade é um risco. Se você não sentir um pouquinho de medo, não está fazendo a
coisa certa.

11 comentários :

  1. Oie Marla
    eu amei esse livro. Me encantei pelo romance e pelo mistério.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  2. Já li coisas ótimas sobre o livro, ele parece ser realmente ótimo.
    Nunca li nada da autora, mas pretendo começar pelo Pessegueiro.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog

    ResponderExcluir
  3. Oiee ^^
    Já tinha ouvido falar desse livro, e se não me engano, lido alguma resenha dele. Como já conheci a autora e A garota que perseguiu a lua, (não curti muito) acho que não leria o livro, apesar de estar bastante curiosa. Pelo menos não o compraria *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie,
    já tinha ouvido falar deste livro, mas ainda não tinha lido resenhas.
    Gostei bastante da premissa do livro

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Marla, tudo bem?

    Que história legal! Eu adorei a capa do livro, passa uma mensagem bem bonita! Não sabia que tinha um pouco de sobrenatural no meio.

    Beijos
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Marla

    Sou apaixonada pelos livros da Sarah. São tão mágicos e sempre tem uma história bonita, com personagens fortes e marcantes.
    Espero que mais livros da autora sejam lançados por aqui logo.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  7. Sempre tive curiosidade de ler esse livro, e sua resenha só aumentou ainda mais rs.
    Acho essa capa linda e gostei demais da sua resenha.
    Resenha #149 - Mar de Rosas - Quarteto de Noivas - Livro 02 - Nora Roberts.
    Confere lá!
    http://manuscritodecabeceira.blogspot.com.br
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Oi Marla,
    Não li ainda, mais ele me conquista a cada resenha, quero muito :D
    Brubs
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oii, nunca li nada da autora, mas tenho muita vontade de ler A Garota que perseguiu a lua!! adoreii o blog!

    Beijoos
    http://www.agarotaeoseulivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Marla! Foi ´único da autora que li, mas fiquei encantada, é um livro que traz personagens que cativam facilmente, e embora o mistério não tenha sido tão grande, foi bom de desvendar.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Eu to louca pra ler esse livro, porque assim como você, eu fiquei encantada com a escrita da Sarah em A garota que perseguiu a lua. Só acho ruim a pouca divulgação que a editora faz com os livros dela, quero ler outros mas são tão caros.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)