Trecho: Ligeiramente casados - Mary Balogh

Confiram um trecho do novo Romance de época da editora Arqueiro.



De Mary Balogh: Ligeiramente casados - Primeiro volume da série Os Bedwyns (lançado em 06/10)

“Mary Balogh começa esta série de seis livros com um casamento de conveniência entre dois dos personagens mais autossuficientes que já conheci. É uma alegria acompanhá-los na descoberta de que podem, sim, precisar de outra pessoa.” – Rakehell Reviews

Trecho do livro:
– É verdade. – Um dos ouvintes balançou a cabeça com tristeza.
– Se perguntarem a minha opinião – disse o dono do lugar, embora ninguém houvesse perguntando –, o velho Morris fez a coisa certa antes de bater as botas. As mulheres têm o coração mole demais para tocar sozinhas um lugar como Ringwood e para ter o controle dos cordões de uma bolsa tão funda como a dos Morris.
– Tive a impressão – comentou Aidan, relutando em mostrar abertamente sua curiosidade – que o Sr. Morris havia deixado Ringwood para a filha.
– Ah, ele deixou – confirmou o proprietário. – Mas o lugar passaria para o Sr. Percival depois de um ano. Agora que ele acabou sendo morto pouco antes desse ano terminar, o Sr. Cecil Morris vai acabar ficando com tudo. Não espero ver Cecil Morris mergulhado em tristeza pela morte do primo.
 O velho Morris deixara a propriedade para filha por apenas um ano? E, agora que seu irmão morrera, o lugar iria para outro parente? Isso seria desagradável para a Srta. Morris, pensou Aidan, caso ela viesse tocando o lugar desde que o pai falecera. Mas ao menos o novo proprietário era um parente. Sem dúvida ela logo se ajustaria ao novo modo de vida.


SOBRE A AUTORA:
Mary Balogh nasceu e foi criada no País de Gales. Ainda jovem, se mudou para o Canadá, onde planejava passar dois anos trabalhando como professora. Porém ela se apaixonou, casou e criou raízes definitivas do outro lado do Atlântico. Sempre sonhou ser escritora e tinha certeza de que, no dia em que escrevesse um livro, ele seria ambientado na Inglaterra do Período da Regência. Quando sua filha mais nova tinha 6 anos, Mary finalmente encontrou tempo para se dedicar ao antigo sonho. Depois de três meses escrevendo na mesa da cozinha, a primeira versão de sua obra de estreia estava pronta. Publicada em 1985, deu a Mary o prêmio da Romantic Times de autora revelação na categoria Período da Regência. Em 1988, depois de vinte anos de magistério, ela passou a se dedicar apenas aos livros. Hoje Mary Balogh é presença constante na lista de mais vendidos do The New York Times e vencedora de diversos prêmios literários. || www.marybalogh.com



Twitter: @editoraarqueiro
Facebook: /Editora.Arqueiro
Instagram: /editoraarqueiro

3 comentários :

  1. este com certeza é o livro que mais almejo!
    amo os romances históricos!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Só para início de conversa essa capa é estupenda, linda e maravilhosa, babo nela!
    Depois vem a sinopse, a história parece ser daquelas que vai nos fazer suspirar e rir. Essa mistura de humor e romance sempre me ganha completamente. Estou ansiosa para ler.
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  3. Sou apaixonada por capas de livros de época mas acabo nunca lendo porque não é meu estilo. Não sou fã do tipo literário e criei meio que uma barreira em relação a eles =/

    Beijo,
    Larissa♥
    - Vitamina de Pimenta -

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)