Resenha: As Violetas de Março - Sarah Jio

Título Original: The Violets of March: A Novel
Livro no Skoob • 304 páginas
Classificação: 4,8 Editora: Novo Conceito
Sinopse: Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio.Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar.
Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta. Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história. Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades. As Violetas de Março é um romance sobre a força do amor, sobre as peças que o destino prega e sobre como podemos ser felizes mesmo quando tudo parece conspirar contra a felicidade.


Emily Taylor é uma jovem escritora, que está passando por um bloqueio criativo e para piorar ainda mais a situação, seu casamento de seis anos acabou. Pensando em um recomeço, Emily decide visitar sua tia Bee em Bainbridge Island, a ilha que passou os melhores verões de sua vida.

Era um diário, pelo que parecia. Peguei-o e passei a mão ao longo da lombada. Ele era velho, e sua intrigante capa vermelha de veludo parecia gasta e puída. Toquei-a, sentindo uma pontada de culpa imediatamente. E se fosse um diário antigo de Bee? Estremeci, devolvendo-o cuidadosamente ao interior da gaveta. Alguns momentos se passaram, e me encontrei com o diário em minhas mãos novamente. Era muito irresistível. Apenas uma espiada na primeira página, isso é tudo.

Misteriosamente um velho diário aparece na gaveta de seu quarto. O diário pertence a uma mulher chamada Esther e se passa em 1943. Curiosa Emily mergulha nas páginas do diário, para conhecer o complicado relacionamento entre Esther, Elliot e BobbyAo mesmo tempo em que se ver a cada dia mais envolvida  com a história de Esther, Emily acaba se envolvendo com dois homens: Greg, seu namorado de infância e Jack Evanston, um homem misterioso, que parece trazer de volta segredos a muito adormecidos, pelos habitantes da ilha.

Eu estava começando a ter a sensação de que as pessoas na ilha estavam todas envolvidas em um grande segredo — o qual ninguém tinha qualquer intenção de compartilhar comigo.


Quando o livro foi lançado pela editora Novo Conceito, eu sinceramente não fiquei muito interessada por ele, mas após ler algumas resenhas e conhecer melhor sua trama, minha curiosidade foi enfim despertada e felizmente o livro conseguiu me agradar.
Emily é uma jovem escritora, que estar passando por uma grande e difícil mudança, na sua vida o divorcio, além disso, um bloqueio criativo a persegue há alguns anos. Curiosa e determinada, Emily encontra nas páginas do diário de Esther a inspiração para voltar a escrever e em Greg e Jack uma oportunidade de amar de novo , quando descobrir o dono de seu coração.

Os olhos dela brilhavam com amor, tal como os dele. Meu coração soube disso quando os vi — era o tipo de amor que eu desejava.

Com uma trama intercalada entre o presente, com Emily e o passado através das páginas do diário de Esther, a autora cria uma trama, que no inicio demora a engrenar, mas que se torna interessante e fluida, quando a protagonista toma as rédeas de sua vida.
Com uma trama sobre amores perdidos, segredos e recomeços, As Violetas de Março vai lhe encantar  conquistar. Recomendo !!!


9 comentários :

  1. Oi Marla!
    Quando vi esse livro também não me interessei por ele, mas agora lendo sua resenha eu quero ler. Amo histórias com diários!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Também não tinha me interessado por esse livro no lançamento, mas agora estou curiosa porque gosto desse tipo de história com um paralelo entre o presente e o passado.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  3. Oie Marla =)

    Tenho esse livro a algum tempo, porém ainda não tive a oportunidade de ler.
    Espero não me decepcionar rs...
    Ótima resenha!

    Beijos e uma Feliz Páscoa;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  4. OI Marla! O livro está aqui em casa faz um tempinho e ainda não consegui ler, mas gosto de histórias sobre recomeços, mostram que com força de vontade podemos dar a volta por cima.
    Feliz Páscoa!
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Oi Marla
    Eu tenho esse livro, mas ainda não li.
    A sua resenha me fez querer furar a fila de leitura e pegar ele pra ler :D
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela resenha Marla! Estou ansiosa para ler As Violetas de Março! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Marla!!
    Esse livro é puro encanto, adorei a leitura leve e cheia de mistérios!! E a diagramação? É linda demais *---*
    Beijos!
    Ps. Estou seguindo, se quiser pode retribuir :)

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi querida,
    Esse livro ficou para mamy ler e ela gostou bastante também, parece ser uma história muito bonita.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá Marla,

    Se eu não me engano esse livro está na minha lista de espera de leituras e pela a sua resenha vejo que seja uma história interessante, espero lê-lo em breve...abraço.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)