Resenha: O Príncipe dos Canalhas – Loretta Chase

Título Original:Lord of Scoundrels
Skoob 288 páginas • Série Canalhas #03
Classificação: 4/5 Editora: Arqueiro
Sinopse: Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent... Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu. Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho. Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.


Sebastian Leslie Guy de Ath Ballister, o quarto marquês de Dain, não teve uma infância fácil, abandonado pela mãe, rejeitado pelo pai, além de ser humilhado pelos colegas de escola. Dain precisou lutar para encontrar seu lugar no mundo e no processo acabou aprendendo a esconder seus sentimentos em uma máscara de deboche e cinismo.

Em Paris vagando pelo submundo, na companhia de amigos e prostitutas, Dain leva uma vida normal a sua maneira, mas a chegada de Jessica Trent muda tudo. Na companhia da avó Genevive, Jessica chega a Paris para resgatar o irmão mais novo, Bertie, um jovem palerma que na companhia de lorde Belzebu (como Dain e conhecido), estar perdendo o pouco dinheiro que tem.  

Santa Mãe de Deus, aquela mulher ensandecida estava retribuindo os beijos dele.

Dain acha Bertie Trent um paspalho e ficaria feliz se ficasse livre de sua presença, mas a situação muda de figura, quando Jessica que esta decidida a afastar o irmão de sua influencia o desafia. Determinados ambos faram tudo para ser o vencedor no final, porém nenhum dos dois esperava se sentir atraído um pelo outro. Sei imaginar que uma mente ardilosa e vingativa conspira contra eles, Dain e Jessica iniciam um jogo de sedução e astucia que pode separá-los definitivamente ou uni-los para sempre.

Assim que a editora Arqueiro anunciou que iria lançar O Príncipe dos Canalhas, já fiquei com vontade lê-lo, já que tinha curiosidade de descobrir porque o protagonista tinha sido presenteado com esse título. Confesso que senti falta de um algo mais na trama, tanto que dei apenas quatro estrelas, mas mesmo com ressalvas o casal Dain e Jessica, conseguiu me conquistar.

- Que inferno! Você está dizendo que sou tão importante quanto os seus cavalos? – Ela levou a mão ao coração . – Ah , Dain, você é tão romântico ! Fiquei extasiada.

As marcas deixadas pelo abandono dos pais, além das humilhações sofridas enquanto crescia, deixaram Dain, cauteloso, extremamente desconfiado e com a ideia que não merecia ser amado. Jessica representava tudo que Dain acreditava não merecer, uma jovem dama de berço, bonita e ainda por cima inteligente. Jessica enxergava em Dain um adversário á altura do seu interesse, além de viril e bonito. Com muita química e personalidade o casal de protagonistas, faz com que a trama fique muito mais interessante, sem falar que foi muito bom acompanhar os embates inteligentes entre os dois.

O Príncipe dos Canalhas é um romance histórico diferente de todos que li até o momento, não só por pela trama se dividir entre Paris e Inglaterra, mas também por Dain não ser um protagonista igual a todos aqueles que estamos acostumados a ver. Por mais dinheiro e títulos que ele possua Dain não tem a beleza clássica dos nobres ingleses, sua altura, seus traços florentinos, além de um enorme nariz, acabam não sendo um convite às mães casadouras. Jessica também não chega ser uma mocinha convencional, independente, além de ter uma língua afiada e ser ótima atiradora, ela vai a luta pelo que deseja e para defender a si e aqueles a quem ama.

- Interessante, certamente. O flagelo e a perdição dos Ballisters, o Príncipe dos Canalhas em pessoa. O maior cortejador de prostitutas de toda a Cristandade. Um ingrato arrogante e imbecil.

Com uma trama recheada de apostas, alguns mal entendidos, momentos de paixão, alguns engraçados e outros de fúria, O Príncipe dos Canalhas é um romance interessante, que apesar de algumas ressalvas merece ser lido.

Ps.: No Skoob consta que o livro O Príncipe dos Canalhas é o terceiro da série Canalhas, então acredito que cada livro tenha uma história independente. 

[Livro cedido pela editora para resenha]

2 comentários :

  1. eu amo de paixão romances de época e ja estou louca para ler esse! só esperando meu exemplar chegar, aguardo ansiosa para curtir tanto quanto você!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Marla! Eu li este final de semana que passou e gostei, realmente o casal foge dos moldes que estamos acostumadas, minha ressalva ficou por conta do motivo usado pela autora para derrubar a resistência do Dain, eu teria escolhido algo diferente.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)