Resenha: Inferno – Dan Brown

Autor: Dan Brown
Título Original: Inferno
448 páginas • Classificação: 5/5 • Editora: Arqueiro
Sinopse: No meio da noite, o renomado simbologista Robert Langdon acorda num hospital com um ferimento à bala na cabeça. Ao olhar pela janela e reconhecer a silhueta do Palazzo Vecchio, em Florença, ele tem um choque, pois não se lembra de ter deixado os Estados Unidos. Na verdade, não tem nenhuma recordação das últimas 36 horas. Quando um novo atentado contra a sua vida acontece dentro do hospital, Langdon se vê obrigado a fugir e, para isso, conta apenas com a ajuda da jovem médica Sienna Brooks. De posse de um macabro objeto encontrado no paletó do simbologista, os dois têm que seguir uma série inquietante de códigos criada por uma mente brilhante, obcecada tanto pelo fim do mundo quanto por uma das maiores obras primas literárias de todos os tempos: A Divina Comédia, de Dante Alighieri. Em Inferno, Dan Brown supera mais uma vez as expectativas com um thriller eletrizante que nos convida a pensar no papel da ciência para o futuro da humanidade.


O professor universitário Robert Langdon, desperta em um hospital em Florença, após um pesadelo, logo ele descobre que tem um ferimento na cabeça e também não se lembra dos últimos dois dias. Enquanto ele tenta entender o que estar acontecendo, alguém tenta matá-lo, mas com a ajuda da jovem Dra. Sienna Brooks ele consegue fugir.

- Então parece que nosso jogo começou.

A situação fica ainda mais complicada, quando Langdon descobre um objeto escondido em seu paletó, nele eles encontram uma foto da obra prima: La Mappa dell’’ Inferno de Sandro Botticelli. Logo fica claro que sua estadia em Florença tem algo haver com as mensagens em formas de símbolos deixadas por um geneticista obcecado pela A Divina Comédia de Dante Alighieri e pelos perigos da superpopulação. Langdon e Sienna precisaram correr contra o tempo para impedir que uma poderosa arma biológica destrua o mundo como eles conhecem.

Após conferir as adaptações de O Código da Vinci e de Anjos e Demônios, eu tinha grande curiosidade de ler um dos livros do autor, então quando surgiu à oportunidade de ler Inferno eu não deixei passar. Apesar de alguns trechos cansativos, o livro superou minhas expectativas. Com uma trama bem elaborada e instigante Dan Brown, nós leva em uma viagem por Florença, Veneza e Istambul (Turquia).

Carismático e dotado de uma memória fotográfica, Robert Langdon, vai envolvendo o leitor enquanto desvenda o quebra cabeça montado pelo “vilão” da vez, ao mesmo tempo em que ele nós conta a história das obras ou lugares por onde passa. Pra mim um dos pontos mais interessantes dos livros do autor, e justamente esse, conhecer um pouco da história do lugar, onde a trama se passa.

... e o tempo está se esgotando.

Sienna Brooks foi uma criança prodígio e por conta de seu QI exorbitante, acabou não tendo uma infância e adolescência fáceis. Seus segredos me surpreenderam.  Langdon e Sienna possuem uma boa química e apesar do autor não explorar o lado romântico entre os dois, eu torci para que eles ficassem juntos.

Com uma trama surpreendente e interessante, além de personagens carismáticos, Inferno é um ótimo livro, que merece ser lido. Recomendo !!!

*LIVRO CEDIDO PELA EDITORA ARQUEIRO PARA RESENHA*



1 comentários :

  1. Eu comprei Inferno de Dan Brown em uma promoção nas Americanas e, como já tinha lido O Código da Vinci e O Simbolo Perdido, sabia que não iria me arrepender. De fato, a história é frenética e muito boa! Ela segue o mesmo esquema dos outros livros com Robert Langdon, o professor que resolve todos os problemas enquanto é perseguido pelo resto do mundo, mas a história consegue te prender até o fim!
    No site Gnomo da Estante (http://gnomodaestante.blogspot.com) você pode conferir as notícias mais atuais sobre Dan Brown e as novidades do filme que estão fazendo desse livro. Vale a pena passar de lá ;)

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)