Resenha: Medo de Amar – Cindy Gerard

Título original: The Librarian’s  Passionate Knight
SkoobClassificação: 3/5 • Os Barone 4/6
311 páginas • Editora: Harlequin Books

A donzela em perigo encontra o lindo cavaleiro!
Quando viu o homem que a havia resgatado de um ex-namorado perseguidor, a bibliotecária Phoebe Richards não pode acreditar. Apenas nos livros e em suas fantasias existiam homens tão pecaminosamente sexies como Daniel Barone. Ele tinha todos os atributos de herói: bravo, magnífico, abastado... e totalmente fora de seu alcance. Daniel Barone, caçador de aventuras radicais de renome internacional, pensava que já tinha visto de tudo na vida. Mas não estava preparado para receber o impacto do sorriso sem malícia de Phoebe. O estranho desejo de ficar com ela o incomodava. Pela primeira vez na vida, Daniel sentia medo de verdade. Será que ele iria sobreviver a um romance com a bibliotecária inocente e de óculos?

Em Medo de Amar da série Dinastias: Os Barone, a autora Cindy Gerard nos apresenta o casal Daniel Barone e Phoebe Richards.  Os Barone são uma família italiana que reside em Boston e são donos da famosa fábrica de sorvete, a Baronessa, fundada na década de quarenta pelo casal Marco e Angelica, que tiveram três filhos: Carlo e os gêmeos Luke e Paul. Daniel é primo de Joe (o protagonista de A Cinderela E o Milionário) e filho de Paul.

Daniel acaba de chegar em Boston, depois de mais uma de suas viagens, quando o destino faz com ele conheça Phoebe e termine por salvá-la de seu ex. Phoebe que é bibliotecária  nunca imaginou viver um romance igual aos dos livros que ela tanto gosta de ler, mas e só conhecer Daniel Barone, que ela passa desejar que isso aconteça.

E, idiota que era permitira que levasse um pedaço de seu coração com ele.

Encantado por Phoebe, Daniel usa a desculpa, de protegê-la de seu ex, para passar mais tempo com ela, e assim ele passa a lhe dar aulas de auto – defesa, enquanto desfrutam de uma “amizade”, e tentam resistir a atração que só faz crescer entre eles.

Enquanto lia Medo de Amar, os personagens Daniel e Phoebe, me fizeram recordar de Colin e Penelope, da série Os Bridgertons da Julia Quinn. Mesmo sendo de épocas e situações diferentes, os casais possuem algumas características muito parecidas. Assim como Colin, Daniel pertence a uma família de posses e muito bem - quista na sociedade. Bonito e popular, encontrou no seu amor por viagens o escape que buscava, para as cobranças da família, nesse ponto surge uma diferença, Daniel, fugia não só das cobranças dos pais que queriam que ele fosse algo que ele não era como também de seu irmão gêmeo Derrick, que sempre viveu a sua sombra e o culpava por ser o favorito.  Como Penelope, Phoebe sempre foi considerada um patinho feio e muitas vezes invisível aos olhos dos outros. Porém a infância de Phoebe foi um pouco mais complicada, já que foi criada por uma mãe alcoólica que a maltratava.

Quando o destino os une, Daniel e Phoebe encontram um no outro, libertação, esperança, amizade, paixão e amor. Com Phoebe, Daniel pode ser quem ele é, assim como na companhia de Daniel, Phoebe descobre um lado que desconhecia de si própria, um lado corajoso, que faz ela se arriscar em um mundo novo, cheio de aventuras e muita paixão. Mas enquanto ela estar disposta a se arriscar, Daniel ainda guarda certo receio, medo de não ser o homem certo para Phoebe.

(...) Sente-se muito atraído por você, Phoebe, mas não compreendeu ainda que está lutando uma batalha perdida ao negar seus sentimentos.
 
A trama ainda conta com as participações de outros Barone, como Claudia a irmã de Daniel e do xeique Ashraf, príncipe de Zhamyr, amigo de Daniel e que protagoniza um momento bem divertido na trama.  Como também de Carol e Leslie amigas de Phoebe.

Finalizado a autora Cindy Gerard soube criar uma trama satisfatória e envolvente, que lhe conquista graças ao carismático casal protagonista, que apesar de seus medos encontram um no outro a coragem para  buscar sua felicidade. Recomendo!!! 

Resenha


8 comentários :

  1. Oi Marla, tudo bem?
    Não conhecia o livro, achei a premissa interessante, adoro um bom romance! Espero ter oportunidade de ler um dia.
    Adorei sua resenha!

    Obrigada pelo carinho. Volte sempre!
    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  2. Que resenha gostosa de ler ❤️❤️
    Acho que eu me identifico com a Phoebe, o que já é alguns pontos pra apostar na leitura. Parece ser um romance muito envolvente.
    Beijos ❤

    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  3. Olá Marla, tudo bem?
    O livro parece interessante, mas não me despertou vontade de ler, mas anotarei o título, quem sabe depois eu sinta vontade de conhecer mais a história!
    Beijos <3
    Estante Clássica

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha Marla. O romance me pareceu ser bem bacana e curti essa comparação com os Bridgetons. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Marla, tudo bem?
    Ainda não conhecia esse livro, valeu pela dica!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  6. Olá Marla,

    Não sou nada fã das capas dos livros da editora, mas pela sua resenha vejo que a história é muito boa e isso é o que importa.....bjs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie Marla =)

    Mesmo com alguns pontos negativos, a história ainda sim se mostrou proveitosa.

    Não conhecia o livro e nem a autora, mas pela sua resenha acredito que é o tipo de livro que me deixaria com um sorriso bobo no rosto.

    Beijos;**
    Ane Reis | Blog My Dear Library 

    ResponderExcluir
  8. Oi! Eu amo os romances da harlequin e amei saber que a protagonista é bibliotecária, me parece o tipo de romance que nos deixa apaixonados pelo casal. Espero ler em breve. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)