Resenha: Rainha do Deserto - Jane Porter


Título Original: The Sheikh's Chosen Queen
The Desert Kings 01||Irmãos Fehr 01
Skoob• Classificação: 3/5
183 páginas • Editora:  Harlequin Books

Sinopse: O amor que Jesslyn e o príncipe Sharif Fehr viveram em Londres era doce e divertido. Mas desde que foi para o reino de Sharif no deserto, ela conheceu um outro homem. Os anos como soberano provavram ser implácaveis e cruéis e a palavara de Sharif se tornou a lei. Ninguém ousaria desafiá-lo... exceto Jesslyn! Apesar de toda sua meiga insolência, Sharif está certo de uma coisa: Jesslyn terá de obedecer sua última ordem... e se tornar sua rainha!


Em Rainha do Deserto da autora Jane Porter, vamos conhecer á história de Jesslyn Heaton e do rei Sharif Fehr. Jesslyn e Sharif ficaram juntos por dois anos, apaixonados eles tinham uma relação leve, onde ele podia ser apenas, Sharif é não o futuro rei de Sarq, até a rainha Reyna intervir para separá-los.

Nove anos depois eles voltam a se encontrar, quando Sharif, agora o rei de Sarq, um viúvo e pai de três meninas (Jinan, Sabá e Takia) com 7, 6 e 5 anos respectivamente, procura Jesslyn. Professora em uma escola nos Emirados Árabes, Jesslyn fica surpresa ao revê-lo, mas sua surpresa e muito maior, quando Sharif pede sua ajuda para cuidar de suas filhas durante o verão. Velhas feridas serão reabertas, mas a esperança de um futuro juntos pode surgir antes de o verão acabar.

Jesslyn era melhor amiga desde a infância de Jamila e Aman, irmãs de Sharif, porém as jovens acabaram morrendo e um acidente, que deixou Jesslyn gravemente ferida. E dessa forma que a jovem acaba conhecendo Sharif e com ele passa os dois melhores anos de sua vida, mas um segredo que ela esconde, acaba sendo o trufo que a rainha Reyna usa para tirá-la da vida de Sharif.  Acreditando nas mentiras contadas pela mãe, Sharif se casa com uma princesa e se torna um homem amargurado, até reencontrar Jesslyn.

Jane Porter criou uma mocinha de personalidade, que no passado se afastou do homem que amava acreditando está fazendo o melhor para ele. Jesslyn não se intimida com a arrogância ou a autoridade de Sharif como rei de Sarq, ela lhe diz o que pensa mesmo que a verdade doa. Sharif viveu um casamento infeliz e apesar de amar as filhas, acaba não tendo tempo para ficar com elas, mas a presença de Jesslyn acaba trazendo esperança e risos, e os dias infelizes parecem ter chegando ao fim.

O casal possui uma boa química e apesar da interferência da rainha Reyna acompanhamos o renascer de um amor que foi interrompido. Sharif é o primeiro dos irmãos Fehr que conhecemos o próximo será Khalid (Súditos do Coração). Recomendo!!!


Se alguém pode fazer isso, essa pessoa é você. Você pode fazer qualquer coisa. Sempre pôde.

2 comentários :

  1. Oi, Marla!
    Faz muito tempo que não leio um romance que envolva príncipes árabes... dica anotada
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi Marla,

    Achei a trama bem interessante por esse lado Árabe da história.
    Não conhecia o livro mais fiquei interessada!

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)