Resenha: Outlander, a Viajante do Tempo - Diana Gabaldon

Título Original: Outlander
Skoob • 800 páginas • Outlander # 01
Classificação: 5/5 Editora: Saída de Emergência Brasil
Sinopse: Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros. Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro escocês, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente? 



Estamos em 1945, depois do fim da Segunda Guerra Mundial, mas precisamente em Inverness, nas Terras Altas, Escócia, e lá que vamos conhecer Claire e seu marido Frak Randall. Com quase oito anos de casados e a maioria deles passados separados por conta da guerra, Claire e Frank estão em uma segunda lua de mel, para tentar se reconectarem como casal. Enquanto Frank pesquisava sobre seu antepassado Black Jack Randall, o capitão da oitava companhia dos Dragões de sua Majestade com o auxilio do reverendo Wakefield, Claire explorava o local em busca de plantas por conta de sua paixão por botânica.

Em uma dessas explorações, na companhia do Sr. Crook, Claire acabou conhecendo um círculo de pedras conhecido como Craigh na Dun e neste mágico local que após presenciar um ritual de druidisas, que Claire sem imaginar porque acaba sendo transportada para o ano de 1743, em meio a um combate entre os escoceses e os dragões e após um desagradável encontro com Black Jack, ela acaba sendo resgatada pelos escoceses e após cuidar dos ferimentos de Jaime, um jovem e ruivo escocês, Claire termina sendo levada junto com eles, para o castelo Leoch, lar do clã MacKenzie.

Por conta de seus dotes como enfermeira, ou melhor, curandeira, Claire, termina sendo “acolhida” por Colum o líder do clã MacKenzie.  Apesar do desejo de voltar para seu tempo e para Frank, Claire acaba se aproximado de Jamie e quando um inesperado casamento os une ela fica com a difícil decisão de se render a paixão que sente por Jamie ou ser fiel a Frank.

Isso é que é estranho sobre sua xícara, minha querida. Tudo nela é contraditório. Há a folha curvada para uma viagem, mas está cruzada pela folha quebrada que significa permanecer no lugar. E há estranhos, sem dúvida, vários deles. E um deles é o seu marido, se eu li as folhas direito.


Meu interesse por Outlander surgiu ano passado, quando li sobre sua adaptação para TV, mas optei por adiar a leitura do livro principalmente pela quantidade de páginas, só que elas não chegaram a atrapalhar a minha leitura já que a escrita da autora lhe envolve de tão maneira que quando você percebe, já leu alguns capítulos.

O livro estar recheado de personagens interessantes, a começar pelo casal de protagonista; Claire é determinada, corajosa e um pouco imprudente o que a leva a si meter em alguns problemas, mas ao mesmo tempo essa imprudência faz com que ela corra atrás do que deseja ou para ajudar Jamie. Falando nele, não posso negar que o fato dele ser forte corajoso e bonito já sejam qualidades suficientes para se gostar dele, mas o principal e a forma compreensiva com que ele entende e ouve a Claire, sem falar que desde o primeiro momento ele estar ali para protegê-la e juntos eles formam uma boa dupla. Não poderia deixar de mencionar Black Jack, já que como um bom vilão ele me fez odiá-lo em todas as suas aparições e Geillis Duncan uma personagem misteriosa e surpreendente.

Com quase 1,90 metro de altura, de ombros largos e traços marcantes, ele estava longe da aparência do sujo domador de cavalos com quem eu estava acostumada – e sabia disso. Com um gesto elegante, fez uma reverência impecável  para mim murmurando “ A seu serviço, madame”, os olhos brilhando de málica.

Outlander é narrado por Claire o que faz com que a gente entenda o que ela estar sentido, no primeiro momento em seu relacionamento com Frank e depois com sua viagem para o passado e sua relação com Jamie. Um dos pontos mais interessantes e que ela não surta ao se dar conta da sua precária situação, na verdade ela tenta ao máximo se adequar ao lugar, mas sempre planejado voltar para casa e para Frank, até Jamie acontecer e mudar seu destino.  Em alguns momentos da trama senti falta de saber o que se passava pela mente de Jamie, além de querer saber também como Frank se sentiu com o desaparecimento de Claire, mas acredito que pelo menos esse detalhe ficaremos a par nos próximos livros.


Com personagens cativantes, uma trama fluida, instigante e com ingredientes como paixão, guerreiros das Terras Altas, caça as bruxas e viagem no tempo, Outlander, A Viajante do Tempo me conquistou e sem dúvida merece ser lido. Recomendo!!



[Livro cedido pela editora para resenha]


9 comentários :

  1. Oii Marla

    Preciso ler esse livro! Sou louca por romances e apaixonada por viagens no tempo. Outlander é a combinação perfeita pra mim! Tb Tinha o pé atrás por causa da quantidade de paginas, pensava que poderia ser cansativo, mas agora que vc disse que a escrita da autora prende bem a gente à história, com certeza vou querer ler essa série

    Beijokas

    naprateleiradealice.blosgpot.com.ar

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca li os livros da série, apenas assisti mesmo e adorei, confesso que o tamanho das publicações me assusta bastante, hehe. Precisaria de um tempo extra para conseguir dar conta...

    Beijo, Vanessa Meiser - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Maria! Tudo bem? Adorei a resenha, mas mesmo você falando que ele é fluido, instigante e tem personagens cativante eu não me arriscaria a lê-lo! Com essa quantidade de páginas, eu passaria um ano para lê-lo. Sério. rsrsrs

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Marla! Eu li apenas este, mas fiquei encantada com a trama que a autora apresentou. O livro é enorme, mas nem vi as páginas passando.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Oi Marla!
    Esse livro é muito bom! Já li até o segundo e gostei bastante! O único ponto negativo, para mim, foi que a autora enrola em vários pontos kkkk
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá Marla, como estás?

    Eu adorei a resenha, eu AMO romances, e gostei bastante desse, mas pior que queria muito comprar esse, mas minha lista de compras está imensa, mas mês que vem se tudo der certo, eu compro esse :D
    Beijos,
    olivroemquehabito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela resenha Marla! Já li A Viajante do Tempo e A Libélula no Âmbar e curti bastante. Estou ansiosa para ler O Resgate no Mar! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Marla! Tudo bem?
    Sempre que entro em um blog e vejo resenha de Outlander (de qualquer livro da série) eu fico com mais vontade de iniciar a leitura dessa série!!!
    Assisti há pouco tempo a primeira temporada e agora preciso conferir a escrita da autora e saber se a adaptação da tv é fiel a história mesmo!
    Parabéns pela leitura ^^
    Beijos :-*

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Só conhecia o livro por nome. Curti a resenha, mas não sei se entra para a minha lista de leituras. Quem sabe um dia... :D

    Beijos
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)