Trecho: Uma Prova de Amor de Emily Giffin

Olá gente, confiram um trecho de Uma Prova de Amor, minha próxima leitura e em breve tem resenha dele aqui no blog.

DA AUTORA BEST-SELLER DO THE NEW YORK TIMES
EMILY GIFFIN
COM MAIS DE 5 MILHÕES DE LIVROS VENDIDOS

Uma Prova de Amor
“A princípio, foi uma mudança sutil, como costumam ser as mudanças nos relacionamentos; fica difícil saber quando de fato começou.”


Trecho do livro:
Eu nunca qui ser mãe. Mesmo quando eu era pequena e brincava de boneca com minhas duas irmãs, sempre fazia o papel da tia Cláudia boazinha, que dava banho, trocava fraldas, embalava seus bebês de plástico e depois ia embora, à procura de coias mais animadas para fazer no quintal  ou no porão. Os adultos achavam meu comportamento em relação à maternidade “ engraçadinho” e sorriam de maneira condescendente para mim, assim como sorriam para os meninos que insistiam em dize que todas as garotas tinham piolhos. Para eles, eu era apenas uma menina levada e impetuosa que um dia iria se apaixonar e entrar na linha. Aqueles adultos estavam parcialmente corretos.



Sobre a Autora:
Autora de livros chick lit, escreve especificamente sobre relacionamentos e as emoções que estes proporcionam. Se formou em direito, mas abandonou a carreira para se dedica totalmente à escrita. Teve seu primeiro manuscrito rejeitado, mas não desistiu e em 2004 lançou "Something Borrowed" (O noivo da minha melhor amiga). (Skoob)

4 comentários :

  1. Oi
    parece ser legal a história, já li dois livros da autora e gostei da escrita dela, que é bem envolvente.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gostei do trecho Marla. Estou ansiosa para ler Uma Prova de Amor! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Marla,

    Sabe que nunca tive curiosidade de ler algo da autora,mas gostei muito desta passagem que tu escreveu do livro. Assim como ela, eu nunca quis ter filhos, eu nunca me imaginei sendo mãe. Não vivi um romance lindo, mas tive uma filha que mudou a minha vida e hoje ela já está com 15 anos. Não foi fácil porque sou mãe solteira, mas não me arrependo de ter tido ela, porque acho que ela veio parar na minha vida com um propósito, que eu ainda não descobri, mas me vi sendo uma mãe que jamais imaginei que seria. Um xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oie Marla =)

    Apesar dos livros da Emily Griffin serem super elogiados, confesso que nunca senti aquela curiosidade de ler nada dela.

    Não sei, fico com a sensação que as histórias dela seguem o mesmo perfil das histórias do Sparks, e desanimo um pouco.

    Mas quem sabe um dia eu não mude de ideia e acabe dando uma chance para ela.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e pelo comentário:)