Resenha: A Primeira Chance - Abbi Glines

Título Original: Take a Chance
Skoob • 224 páginas 
Classificação: 4/5 Editora: Arqueiro
Rosemary Beach # 07 //Série Chances #01


Sinopse: Harlow é uma jovem incomum. Filha de um astro do rock, a garota bonita e inocente prefere levar uma vida sossegada. Mas seus dias de tranquilidade terminam quando ele sai numa longa turnê e ela vai passar esse tempo com sua meia-irmã Nan. O problema é que Nan a odeia. Acostumada a ser o centro das atenções, ela morre de inveja de Harlow, que, além de ser a queridinha do pai, atrai os olhares masculinos por onde passa. Harlow não entende por que Nan a maltrata tanto, mas acha melhor se esconder atrás de seus livros e passar o maior tempo possível no quarto. Porém seus planos vão por água abaixo quando ela esbarra com Grant Carter de cueca na cozinha. Grant está desesperado para conquistá-la, mas será que destruiu suas chances antes mesmo de conhecê-la? Só o que Harlow quer dele é distância. Afinal, que tipo de pessoa se envolveria com uma criatura amarga feito Nan?


Se você ainda não leu nenhum dos livros da série Rosemary Beach, essa resenha poderá ter spoilers.

Apesar de ser a filha favorita de Kiro Manning o vocalista da Slacker Demon, Harlow que foi criada pela avó materna prefere levar uma vida sossegada na companhia dos livros. Seu jeito doce e inocente acaba conquistado todos ao seu redor, inclusive o irresistível playboy Grant Carter.

Quando Harlow se muda para Rosemary, Grant encontra a chance que queria para conquistá-la, mesmo que Harlow não deseja ter nada com ele, por conta de seu relacionamento com Nan, a malévola meia – irmã dela.

Porém uma inesperada viagem para Las Vegas acaba aproximando o casal, dando a Grant a oportunidade de mostrar a Harlow suas verdadeiras intenções e acaba sendo difícil resistir a atração que os une, mas um antigo segredo que ela esconde pode separá-los.

Não era com isso que eu estava preocupada. Podia enfrentar Nan se fosse preciso. Estava mais concentrada em fazer uma escolha que acabaria partindo meu coração. Eu poderia amar Grant? Estaria me apaixonando por ele? Amá-lo seria justo comigo?

O personagem Grant me conquistou em Paixão Sem Limites e a cada novo livro da série que eu lia, minha curiosidade pela história dele só aumentava. Bem A Primeira Chance, foi uma boa surpresa.

Grant cresceu com pais ausentes, só que isso não fez dele uma pessoa amarga, na verdade após ele ganhar Rush como irmão ele acaba fazendo dos amigos que a vida lhe deu sua verdadeira família. Harlow com seu jeito tranquilo de ser passa uma visão de fragilidade equivocada, já que por mais que ela evite uma discussão, Harlow tem força e coragem suficiente para lutar suas próprias batalhas.

O relacionamento entre Grant e Harlow se desenvolve de forma enrolada e um pouco confusa no primeiro momento, pois a autora divide inicialmente a trama em dois tempos. O casal possui uma boa química o que faz com que essa enrolação inicial não seja um problema durante a leitura, já que com passar das páginas somos envolvidos pela história do casal e instigados a descobrir até onde ela vai.

- Eu nunca a esquecerei. Você me conquistou de um jeito que Nan jamais fez. Nada em você Harlow... nada é esquecível. Nem pense nisso.

Revemos os casais Rush e Blaire, e Woods e Della, mas também somos apresentados a Mase, o irmão mais velho de Harlow. Direto do Texas, Mase promete ser um mocinho bem interessante.

Trazendo ingredientes como paixão e segredos, A Primeira Chance, possui uma trama interessante e que finaliza de forma surpreendente, já nos deixado curiosos pela sua sequência. Recomendo!

*LIVRO CEDIDO PELA EDITORA ARQUEIRO PARA RESENHA*

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigado pela visita e pelo comentário:)